Últimas Notícias
20/08/2018 - Gasolina e etanol mais baratos no CE
20/08/2018 - Sentir-se jovem é o primeiro passo para se manter jovem
20/08/2018 - Secretaria de Previdência alerta sobre golpe aplicado por telefone
20/08/2018 - Especialistas alertam para epidemias de Zika e Chikungunya no verão
13/08/2018 - Trecho da Via Expressa será interditado em dois domingos para montagem de passarela
13/08/2018 - Campanha “No Meu Dinheiro Mando Eu” continua atraindo adesão
13/08/2018 - Ferro, vitamina A, iodo, zinco e ácido fólico: onde achar os 5 itens que mais faltam na nutrição ao redor do mundo
10/08/2018 - Qual a melhor posição para dormir, segundo a ciência
10/08/2018 - O que abre e o que fecha no feriado de Nossa Senhora de Assunção, no dia 15
10/08/2018 - Volume de vendas no varejo recua 0,3% de maio para junho
Histórico de Notícias
 Notícias

Gasolina e etanol mais baratos no CE

O preço da gasolina vem caindo nas últimas quatro semanas no Ceará, quando saiu de R$ 4,534 para R$ 4,390 - redução de R$ 0,144, que significou uma redução de 3,17%. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) avaliam semanalmente o valor cobrado na bomba, direto ao consumidor, e que percorreram 218 postos do Estado.

Movimento semelhante foi observado para o etanol, que saiu de R$ 3,728 para R$ 3,590, no mesmo período. Os R$ 0,138 a menos representaram um recuo de 3,7% no preço ao consumidor, mas, mesmo assim, ainda não é vantajoso abastecer com etanol quando se pode usar gasolina no automóvel. Isso porque o valor do primeiro ainda é maior que 70% do valor do segundo combustível.

A relação, inclusive, só se mostra compensadora nas regiões próximas a polos produtores de cana-de-açúcar, concentrados no Sudeste do País. "Nós, do Ceará, não somos produtores. Importamos o etanol de outro estados, inclusive do Nordeste, de Alagoas e Pernambuco. Isso se faz sentir nas bombas", aponta o consultor de Petróleo e Gás, Bruno Iughetti.

Demanda menor

Sobre a baixa nos preços dos combustíveis observada nas últimas quatro semanas no Estado, Iughetti aponta para a queda da demanda como principal motivo do retabelamento pelos proprietários de postos de combustíveis. Quanto ao etanol, ele aponta ainda que o produto se tornou uma das commodities mais valiosas e, atualmente, é mais vantajoso aos produtores do que açúcar.

"A tendência, na minha forma de encarar o assunto, é que vamos continuar com esse efeito de redução em função de alguns fatores. Mas o principal deles é a queda da demanda", avalia.

Queda dos preços

Apostando na competitividade, Iughetti disse acreditar que o movimento de queda nos preços deve continuar nas próximas semanas. "A expectativa é a melhor possível para o consumidor final. Ainda há espaço para mais reduções. Arriscaria dizer que há espaço de redução entre 3% e 4%, em cima dos preços praticados hoje. Vejo isso perfeitamente factível. Agora, tudo vai depender da demanda", pondera.

Diário do Nordeste


 
Clique para instalar! Se você não consegue visualizar os arquivos PDF, clique aqui e instale o programa Acrobat Reader
Av. Barão de Studart nº 2360, Ed. Torre Empresarial Quixada, L - 06, Joaquim Távora, Fortaleza - CE, CEP: 60.120-002
Tel: (85) 3205-6450     Fax: (85) 3205-6468     CNPJ: 07.083.033/0001-91

2009 CABEC. Todos os direitos reservados.