CABEC - Caixa de Previdência Privada BEC

Notícias

29.10.2018
Os 12 mandamentos do pé diabético

Cuidar do pé é algo comum para qualquer pessoa, mas o diabético tem que ter um cuidado redobrado. São 12 cuidados simples, mas que podem reduzir quase 50% dos casos de amputação. De acordo com o cirurgião vascular Eliud Garcia Duarte Jr, o paciente diabético tem perda de sensibilidade e pode acabar desenvolvendo quadro infeccioso.

Os 12 mandamentos do pé diabético

Não fazer compressas nos pés, nem quente, nem fria, nem gelada.
Usar meia sem costura ou usá-la com a costura para fora.
Não remover as cutículas das unhas do pés.
Não usar sandálias com tiras entre os dedos.
Cortar as unhas retas e acertar os cantos com lixa de unhas.
Hidratar bem os pés.
Nunca andar descalço.
Olhar sempre a planta do pé e tratar logo qualquer arranhão ou ferimento.
Não usar sapato apertado ou de bico fino.
Tratar as calosidades com profissionais da saúde.
Olhar o interior do sapato antes de usá-lo.
Enxugar bem entre os dedos depois do banho.

O médico destaca os principais mandamentos:

1. Não fazer compressas nos pés (nem quente, nem fria). “Nem quente, nem gelada. Porque a neuropatia faz com que ele não sinta se está quente demais ou fria demais. Pode acabar queimando, infeccionando e ele não pode perceber e levar a mutilação”.

2. Usar meias sem costura ou com as costuras para fora. “A fricção pode machucar a região e vira uma porta de entrada para a bactéria. Quando chegar para a gente com a inflamação avançada, teremos que fazer a cirurgia para salvar o membro”.

3.Não usar sandálias com tiras entre os dedos. “O paciente tem pele ressecada e pode fazer rachaduras entre os dedos. Essa tira leva a pequenos ferimentos e a entrada de bactérias na região”.

4.Olhar o interior dos sapatos antes de calçar.

5. Faça sempre o autoexame dos pés. “Observar se tem micose, rachadura, hidratar os pés. São medidas cruciais para evitar esse tipo de dano no paciente diabético”, completa o cirurgião vascular.



Bem Estar

voltar