CABEC - Caixa de Previdência Privada BEC

Notícias

28.01.2019
Poupar, economizar e investir: qual a diferença?

Três modalidades diferentes e complementares. Saiba diferenciar poupança, economia e investimento.

Poupar, economizar e investir: três sinônimos de controle financeiro que são parecidos, mas possuem características próprias. Entender a dinâmica de cada um deles é criar a possibilidade de ter uma segurança financeira para imprevistos, poder comprar bens e produtos de necessidade ou desejo, além de criar um patrimônio para o futuro do investidor.

Economizar

O modelo mais comum do controle financeiro é economizar. E ele não está restrito apenas em deixar um dinheiro guardado para utilizar depois – é um modelo que busca diminuir todos os gastos e que envolve escolher as melhores opções, como produtos em desconto.

Vale ressaltar que economizar, assim como poupar e investir, é um hábito, mas sem o primeiro você não terá recurso para investir nos outros dois. Desta forma, fazer uma economia é gerir os valores que tem disponível da melhor maneira possível, enxergando as principais oportunidades e pagando menos por ela.

Nossa dica é que a economia seja uma forma de você administrar seu dinheiro, sem se preocupar com onde ele será guardado. Pois, este tema é assunto do próximo tópico.

Poupar

Diferente de economizar, a poupança (falamos do hábito, não do recurso oferecido por bancos) sempre estará ligada a algum objetivo – por exemplo, deixar seu dinheiro guardado apenas para criar esse costume já pode ser considerado poupar, visto que você tem como meta possuir uma reserva financeira guardada.

As formas de poupar variam e são mais comuns em pessoas que detém recursos a mais do que gastam e economizam. Assim, fica fácil conseguir os objetivos estabelecidos de forma contundente e por um tempo delimitado pelo próprio poupador, tornando esse método um dos mais comuns adotados pelas pessoas.

Sugerimos que você poupe para atingir seus objetivos a curto e médio prazos, como viagens e compra de bens (casa e carro, por exemplo), guardando seus recursos em um local seguro – e, para ‘ganhar’ da inflação, até mesmo na própria poupança oferecida por bancos (mesmo pagando as menores taxas, é uma forma atrativa de poupar).

Investir

Chegamos ao último ponto: o investimento. Quando você já tem um controle financeiro e econômico, sabendo poupar, poderá chegar nessa modalidade que busca construir e alavancar seu patrimônio através de aportes. Assim como a poupança (e até mesmo a economia) é possível utilizar do investimento para alcançar objetivos.

A principal diferença está, de maneira simplificada, em ‘emprestar’ dinheiro para terceiros (bancos, instituições financeiras, empresas, entre outros), com o retorno de juros compostos a serem pagos pelo emprestador durante um determinado período. É recomendado para quem, como dito acima, deseja construir patrimônio e pensa em objetivos a médio e longo prazo.

Há inúmeras opções de investimentos e nossa dica é que, após saber economizar e ter uma poupança considerável, invista primeiramente em renda fixa e, na sequência, entre no mundo dos investimentos, podendo ter retornos que só esta modalidade contém.

Quer saber melhor como economizar, poupar e investir? Confira nossos artigos e torne-se um expert em finanças.


Fonte: http://www.financasforever.com.br/poupar-economizar-e-investir-qual-a-diferenca/

voltar