CABEC - Caixa de Previdência Privada BEC

Notícias

08.04.2019
Educação Financeira Infantil: Saiba porque ela é importante

A educação financeira infantil é algo primordial para as novas gerações. Com cada vez mais preocupação dos pais em relação ao futuro dos seus filhos, ensinar desde pequeno a importância do dinheiro, da poupança e dos investimentos cria adultos mais conscientes. Sobretudo, é preciso que todos entendam a relevância do tema na infância.

Este fato se deve às crianças terem mais facilidade na aprendizagem e é nessa fase que elas constroem sua personalidade, que as acompanhará por toda a vida. Ao aplicar a educação financeira infantil, a forma de lidar com as finanças será orgânica e inata à criança. Mas, não é só isso: entenda, abaixo, porque o ensino financeiro para os pequenos é importante.

Reflexo no comportamento

É claro que o controle das finanças é o principal objetivo da educação financeira infantil. Contudo, esse tipo de educação traz ganhos até mesmo no comportamento das crianças. A partir desse conceito ela aprende a entender melhor que, como nossos pais diziam, ‘dinheiro não dá em árvore’.

Também, saberá que os recursos são escassos e que não pode ter tudo no momento que deseja. Outro ganho indispensável é na forma de lidar com as frustrações. Todos esses componentes comportamentais vêm junto com a educação financeira infantil que, além de criar gerações mais responsáveis com o dinheiro, também edifica uma sociedade mais consciente.

A incerteza do futuro

Com o iminente envelhecimento da população e as novas configurações de aposentadoria, a educação financeira infantil passa a ser indispensável para que as crianças, junto aos pais, já comecem a pensar no seu futuro.

Assim, desde o primeiro centavo que ganham, podem traçar metas e objetivos para décadas à frente. Em países como os EUA e países da Europa cursos de educação financeira voltados justamente para uma futura aposentadoria são regras no ensino, mostrando a importância do tema.

A educação financeira infantil em casa

Infelizmente são pouquíssimas as escolas que ensinam sobre educação financeira. No ensino público é quase nula a abordagem deste tema, enquanto nas instituições privadas ainda o assunto é abordado de forma bem tímida. Dessa forma, a educação financeira infantil em casa é importante – e, ainda, o melhor local de aprendizado.

Isso porque os pais não ensinam apenas sobre economia para os filhos: demonstram valores, cumprimento de objetivos e o valor do trabalho. As crianças deixam de olhar para o pai e mãe como provedores e passam a entender como professores, líderes no caminho das metas que eles pretendem cumprir.

Aplicando a educação financeira infantil

A teoria e o lúdico são indispensáveis – sobre investimentos, juros compostos, conceitos econômicos – mas, devem ser aplicadas gradualmente, para que os pequenos entendam. Métodos práticos, principalmente com crianças menores, são as mais eficientes ferramentas para aplicar a educação financeira infantil:

– Defina que, através da mesada, seu filho precisa adquirir os brinquedos e outros objetivos que deseja, incentivando-o a poupar;

– Dê recompensas por boas notas, tarefas realizadas em casa, comportamento exemplar; diminuir valores da mesada por mau-comportamento, por exemplo, também ajuda na prática;

– Mostre que a economia dentro de casa, como não comprar coisas supérfluas ou economizar com energia e água, pode fazer com que todos tenham dinheiro para outras coisas;

– Torne isso um assunto familiar, envolvendo os filhos nas contas da casa, mostrando desde cedo a importância do tema.

A educação financeira infantil é um método que, se bem aplicado, trará frutos em pouco tempo, sendo o melhor custo-benefício em aprendizado que seu filho terá na infância. E, para saber ainda mais sobre como aplicar esses conceitos na vida das crianças e na sua própria rotina, leia outros artigos sobre finanças exclusivos do nosso blog.




Fonte: http://www.financasforever.com.br/educacao-financeira-infantil-saiba-porque-ela-e-importante/

voltar